Fruto


Você quer uma carona na minha máquina da morte?
Arrume uns centavos se você quiser,..
.

Voce que ela na sua cama
com as pernas abertas e os olhos em expansão
o céu é um narcótico com ossos blackjack
desculpe cara, eu tenho uma incisao no meu intestino
voce sabe como eu gozei com a faca usada para destruir o meu rosto

Olhe para suas veias sangrando sua vagabunda suicida
Leva uma hora como você me faz querer viver
Desculpe, eu sinto muito...



Comentários

  1. Ângela querida, nao sabia desse seu lado escritora maldita escrota, aushaugduash
    curti o blog, se quiser podemos conversar uma hora dessas sobre poesia. abraço!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

entropia

caso