Postagens

pum no rumo

Era um domingo nublado, o sol apareceu algumas vezes, as nuvens atacavam meu estomago e eu como sempre, atrasada pro ônibus, maldita cidade, bendita áurea e pessoas que a habitam, as maos suavam e meu amor me olhava com olhar de ida sem volta, o que eu mais temia no momento era a duvida, se cagar ou na velo mais. Pela beirada da rua de chão batido cercada de verde la estava o famigerado "Rumo" onde habitavam cogumelos amigáveis, um rio cuja correnteza levitava entropiando alguns pensamentos... uma olhada pro céu outra pros teus olhos, assim saiu o que estava preso, a algum tempo, desabrochou, o pum no rumo, antes fosse a flor negra que sempre almejei, molhou minha calcinha bege, enquanto fumava um bauro olhando a imensidão do céu, a imensidão do meu intestino grosso se manisfestou, entre levadas e adas de água gelada na bunda, descobri que lavar a bunda no rio, realmente é satisfatório, no mais minha calcinha alegrava a galerinha que frequenta ou frequentava o ambiente, depo…

Desatamos os dedos e a lingua
Dos anjos no sonho eterno
Cairam em nosso olhos a cegueira
Da materia do amanhã Amarramos desejos em nosso peito
Que sao arrancados a cada passo
Tropicado de pes descalços
Nos dias que a terra é céu Tente apagar
A mancha da memoria
Tente levar
Pra longe o que nunca esteve perto
Tente levitar
O que sempre te pesa

nao sinta

Assim eu queria meu ultimo suspiro de poluição emocional
lembraremos de nossas merdas e nossas injurias de ódiamor
maçante, se eu ao menos tivesse um pingo de traço de beleza falsificada cascau que desgraçadamente te atrai, talvez sentiria mais compaixão por esse vinculo jeca da fisionomia exterior deteriorada das carcaças xexelentas abençoadas, ô graça que perturba e nao satisfaz.

Embora quisesse estar

As palavras são um perigo!  Tentei dizer menos e pensar mais...
E concluí que, se também pensar menos...
Sou mais, muito mais feliz!Sou livre mas não estou perdidaEmbora quisesse estar

entropia

Como meus pensamentos perdidos
Secos e encharcados que
Desorganizam se facilmente
Como a chuva de verão
Como a manhã de primavera com frio do inverno
Como as nuvens no céu e as gotas no chão
Como as partículas que não coincidem a
Energia interna que altera
Tao rápido e tão simples
Que quase não percebo
Mas são reais
Uma prova real do quanto nao sou evidente
Prova do quanto eu não sei...
Do quanto queria saber..

caso

Caso alguém queira saber,
O caos predominante em meus dias
Que quase sempre chovia
Melhor não ver nem sentir
A cor que grita no silêncio que vivencio
Que exprime o visível e invisivel do fictício
Caso alguém queira entender,
O pensamento incorreto
Veja as cicatrizes em meus pulsos
Causadas por impulsos
Note a tristeza no olhar
Ou a corda na qual possa me jogar
E caso alguem queira ajudar,
Pinte seu coraçao no pôr do sol
Faz plástica de aquarela
Faz tua dança mais singela
Abrace o que é belo
E se vista de amarelo..

Traço

Esse traço do teu olho reflete a imensidão Que quando rebate bate sa tua escrotidao
Que sai do fundo, 
lá mesmo onde tudo nem existe é só coisisse Implantada no fluxo desse teu inconsistente
Persistênte em acha que é gente,.